Pular para o conteúdo

Saindo sem avisar/Voltando sem saber de onde

Saindo sem avisar/Voltando sem saber de onde

"Saindo sem avisar/Voltando sem saber de onde", de Marcelo Torres, poeta que já tem um bom caminho percorrido e uma linguagem própria, já bem delineada. De acordo com Marcelo Ariel, na apresentação do livro, a obra "se compõe como um longo monólogo híbrido que se mostra em uma segunda ou terceira leituras como irônicos estudos sobre os encontros eróticos e os afetos que se dissipam, constroem blocos telúricos de eus que se chocam criticamente, cavam trincheiras na interioridade, tensionando o poema até que ele fure dimensões psicanalíticas para, como diz Marcel Proust em A fugitiva, ‘como a dor, ir mais longe do que a psicologia’." A seguir, um dos poemas do livro: ALEGRIA DE DEITAR É na vicissitude bruxaria orgânica sob a folha/noite que o luzir nos espera deixa todos a sós com a talhadeira intratável repousa sobre a runa lastimosa essa felicitação pois não estás no baile cultuando astros crespos lagos as cidades não são de barro desbotadas por suas unhas acachapado sob a forma rupestre de teu sexo toco-o com a alegria de deitar em uma fazenda de horizontes inalcançáveis não sei onde estou nesse intervalo/júbilo impreterível reparos na máquina/semântica para tanto tesão retido ser longitude no mapa-múndi

R$30,00

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Comentários

%d blogueiros gostam disto: